Como superar a depressão

Quando estamos deprimidos, a pergunta que nos assalta repetidamente é: como posso superar a depressão? Portanto, no post de hoje, falaremos sobre sintomas, causas, armadilha da depressão e tratamento para aprender mais e superar a depressão.

A OMS estima que a depressão é atualmente a maior causa de incapacidade no mundo.

Costumamos usar a frase “Estou deprimido” quando me sinto mal, triste, apático, relutante …

Embora seja verdade que estes são alguns dos sintomas da depressão e que todos nos sintamos assim em algum momento, a depressão é mais do que isso, é um problema que, se você não trabalhar, pode gerar problemas significativos para a pessoa que sofre e para diferentes áreas de sua vida (família, trabalho, social …), e até levar ao suicídio.

Portanto, é necessário distinguir entre a depressão como um problema ou distúrbio psicológico e as flutuações normais e normais do humor.

É muito importante que a depressão deixe de ser tabu, temos que reconhecê-la e falar sobre ela, que o estigma desaparece e que as pessoas que passam por ela pedem ajuda , pois para que a pessoa supere a depressão é necessário que vá ao psicólogo e / ou psiquiatra.

O que é depressão?

A OMS está definido como um transtorno mental comum, que é caracterizado por tristeza, perda de interesse ou prazer, sentimentos de culpa ou inutilidade, sono ou apetite perturbado, cansaço e falta de concentração.

A depressão é um transtorno do humor que é caracterizada pela decadência da pessoa por um período contínuo. A pessoa que sofre de depressão tem uma avaliação ou visão negativa de si mesma, do mundo à sua volta e do futuro .

Entre as causas que podem levar a um transtorno depressivo estão:

Fatores genéticos : é importante avaliar se o paciente tem histórico familiar de depressão. No caso de um parente próximo (irmãos e / ou pais) com depressão, as chances aumentam entre 25 e 30%.
Fatores fisiológicos: a depressão está relacionada à diminuição da serotonina, é um neurotransmissor presente nos neurônios, tendo funções importantes, por exemplo, a regulação do humor. A depressão também está relacionada a doenças como hipotireoidismo e diabetes.
Fatores ambientais: qualquer situação pela qual uma pessoa esteja passando pode atuar como um catalisador para a depressão. Por exemplo, demissão, separação de um casal, má situação econômica, condições de vida etc.
Fatores pessoais : podem surgir em qualquer estágio evolutivo, embora a idade de início seja geralmente entre 35 e 45 anos. Afeta mais as mulheres (25%) do que os homens (12%).

Costumamos dizer que algo não é mais “normal” para se tornar um problema quando a intensidade e a frequência dos sintomas interferem significativamente na vida diária da pessoa.

Sintomas

A depressão é caracterizada por uma série de sintomas que podem ser divididos em afetivos, cognitivos e somáticos .

Normalmente, estamos acostumados a fazer as coisas porque sentimos vontade, ou seja, há uma motivação anterior. No entanto, quando estamos deprimidos e com um humor desanimado, essa motivação não existe, então paramos de fazer coisas, coisas que nos fazem sentir bem. Quando paramos de fazê-los, sempre nos sentimos piores. E entramos na chamada armadilha da depressão .

Quando fazemos as coisas que gostamos , o reforço ou o bem-estar que obtemos é alto , gostamos delas e elas nos fazem sentir bem.

No entanto, quando estou passando por um momento de humor depressivo , as coisas que eu gostava antes e me faziam sentir bem, não me fazem mais me sentir tão bem, o reforço é menor , também contribuindo para parar de fazê-las, alimentando-as como Dizemos a armadilha da depressão .

A anedonia , definida como a incapacidade de sentir prazer, perda de interesse ou satisfação em quase todas as atividades, é uma das variáveis  encontrado na manutenção da depressão .

Embora o reforço seja menor, é importante não parar de fazê-lo, mesmo que me custe mais e não goste muito, porque se eu parar de fazê-lo , o reforço é zero e me custará mais para superar a depressão.

Existe uma relação fundamental entre pensamentos, emoções e comportamentos. Dependendo do que eu penso (pensamentos), é assim que vou sentir (emoções) e é assim que vou agir (comportamentos). Como se eu fizesse coisas que eu gosto (comportamentos), meus pensamentos serão mais positivos e eu me sentirei melhor (emoções).

Por tudo isso, é fundamental no tratamento superar a depressão, trabalhar com o paciente que não para de realizar atividades agradáveis para ele e recuperar aqueles que abandonou.

Medicamentos, principalmente os naturais costumam funcionar bem, o Captril funciona muito bem graças a sua fórmula que contém o Triptofano, composto que ajuda a formar o hormônio serotonina, responsável pela sensação de bem estar.

Como superar a depressão?

Como dissemos antes, é importante fazer um bom diagnóstico diferencial , para distinguir se estamos enfrentando um período de tristeza normal ou um problema depressivo.

Para isso, será necessário fazer uma boa avaliação dos sintomas, duração, frequência e intensidade dos mesmos. Juntamente com a avaliação das outras parcelas da vida da pessoa.

Em geral , uma vez que, com base na avaliação, cada pessoa será adaptada para superar a depressão , o trabalho será direcionado aos seguintes objetivos :

Ativar: será essencial recuperar as atividades que paramos de realizar, devido à anedonia dos processos depressivos, como já mencionamos. Especialmente aquelas atividades que nos fazem sentir bem, como praticar esportes (além dos benefícios implícitos derivados), sair com os amigos, ler….

Trabalhar em nossos pensamentos negativos : a primeira coisa será identificar e perceber como nossos pensamentos são, uma vez que geralmente são automáticos, breves e muito negativos. Por exemplo: «sou burro», «nunca ficarei bem», etc. Nós não tendemos a estar cientes dos danos que esses pensamentos causam para nós.

Portanto, nós os identificaremos e perceberemos como nossos pensamentos influenciam o que fazemos e o que sentimos, como eles condicionam nossa vida em geral. Vamos tentar não nos deixar levar por eles e não lutar contra eles, pois quanto mais queremos eliminar esses pensamentos, mais eles serão.
Os pensamentos negativos para si mesmo , eventualmente, afetam nossa auto – estima , portanto, vamos também prestar especial atenção para a identificação e eliminação destes auto – pensamentos críticos.

Desenvolver inteligência emocional: saber como aceitar e gerenciar os diferentes estados emocionais, sejam “positivos” ou “negativos”, nos ajudará a lidar com eles da melhor maneira possível.

Estabeleça objetivos : é uma boa maneira de “seguir em frente”. Esses objetivos devem ser claros, concretos e realistas. É preferível marcar um ou dois e executá-los, do que fazer uma longa lista mais difícil de cumprir.

Enfrentando situações : quando estamos deprimidos, tendemos a evitar situações, a curto prazo, a ansiedade e o medo diminuem, mas, a longo prazo, só restamos o problema se não enfrentarmos as diferentes situações que nos causam desconforto.

Atenção plena para a manutenção de objetivos e prevenção de recaídas : A terapia cognitiva baseada na atenção plena (TCBM) para o tratamento da depressão provou ser eficaz na prevenção de recaídas, pois as pessoas aprendem a se distanciar o corpo automático e os padrões mentais que aparecem com a depressão.
superar a depressão

Muitas vezes, podemos ter dúvidas sobre a realização de tratamento farmacológico ou psicoterapia.

No tratamento farmacológico , o psiquiatra ou médico de família é quem prescreve a droga, neste caso um antidepressivo cuja função é corrigir desequilíbrios nos níveis das substâncias químicas do cérebro.

Em muitos casos, a combinação de ambos os tratamentos (farmacológica e psicoterapia) é necessária e é muito eficaz para superar a depressão.

Receitas naturais para aliviar os sintomas da menopausa

Os sintomas que a menopausa causa na vida de uma mulher, afetam muito a sua rotina. Entre os principais estão: calorões, ansiedade, irritabilidade, ressecamento vaginal etc.

Por isso, se você está sofrendo com estas alterações no seu corpo, iremos te ajudar com receitas naturais para aliviar os sintomas.

Suco de couve e maracujá

Ingredientes:

  • 2 folhas de couve;
  • 2 colheres de mel;
  • 3 copos de água filtrada;
  • Polpa de um maracujá.

Pegue todos os ingredientes e bata no liquidificador. O indicado é beber um copo de 200ml três vezes ao dia. Este suco combate o inchaço provocado pela menopausa.

Suco de cenoura

Ingredientes:

  • 2 castanhas-do-Pará picadas;
  • 1/2 cenoura;
  • 1/2 banana;
  • 1/2 maçã e 1 copo de água de coco ou água mineral.

Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba duas vezes ao dia. O suco é ideal para combater a osteoporose.

Shake de Cacau

Ingredientes:

  • 1 copo de 240mL de extrato de soja;
  • 1 colher de chá de cacau em pó;
  • 1 banana;
  • Mel;
  • 1 colher de sopa de Amaranto;
  • 1 colher de sopa de linhaça dourada.

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata. É recomendado beber o shake uma vez por dia.

Suco de agrião

Como o agrião é um grande diurético e anti-inflamatório, é um alimento para quem quer aliviar os sintomas da menopausa. Além disso, ele também é rico em ferro. Já a vitamina C, presente no suco de laranja, vai ajudar na absorção do nutriente.

Ingredientes:

  • 1 molho de agrião;
  • Suco puro de 4 laranjas ou o suco natural de 3 maçãs.

Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba o suco duas vezes ao dia, sendo um copo pela manhã e outro ao final da tarde.

Smoothie verde

Ingredientes:

  • 2 xícaras de couve;
  • 2 xícaras de espinafre;
  • Meia banana;
  • 1/2 xícara de amoras;
  • 1/2 xícara de morangos;
  • 1/2 de pêssego;
  • 1/2 xícara de cenouras;
  • 1/2 xícara de beterraba;
  • 2 colheres de sopa de linhaça;
  • 2 colheres de sopa de sementes de chia.

Com bastante gelo, bata tudo no liquidificador e beba.

Rico em gorduras saudáveis, esse suco ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, que podem surgir no período da menopausa. O suco também pode ser uma boa opção para regularização dos hormônios.

Suco de tomate

Ingredientes:

  • 4 tomates maduros;
  • ½ xícara (chá) de água (pode ser gelada);
  • Folhas de manjericão;
  • Suco de um limão;
  • Molho de pimenta a gosto (opcional);
  • 1 pitada de sal.

É só bater tudo no liquidificador e tomar um copo de 200ml duas vezes ao dia.

E aí, gostou das dicas e receitas acima? Outra excelente opção é ter sempre na bolsa ou a mãos em casa um potinho de Max amora, estas cápsulas naturais de amora aliviam e muito os sintomas da menopausa 😉

Assista ao vídeo e conheça mais receitas naturais para aliviar os sintomas da menopausa:

Mitos sobre emagrecimento que todos acreditam

Se você está acima do peso, certamente já recorreu a uma grande variedade de dietas, receitas, métodos e até simpatias da internet para tentar perder peso, não é mesmo?!

Pois bem, o fato é que existem alguns mitos sobre emagrecimento que são compartilhados por aí e que muita gente acaba acreditando.

Portanto, nada melhor do que conhecer esses mitos para que seja possível ter excelentes resultados, veja:

  1. Caloria é tudo a mesma coisa

Errado! Claro que as calorias são a energia que o nosso corpo usa para se manter, mas nem todas possuem o mesmo conteúdo. Os alimentos passam por vias metabólicas diferentes, portanto seus efeitos são diferentes no organismo, influenciando a fome, produção hormonal, peso e etc.

Assim, uma caloria vinda de uma proteína não é a mesma coisa que uma caloria vinda de uma proteína.

  1. A perda de peso é linear

O emagrecimento não é um processo constante e linear, afinal, em alguns dias você pode perder peso, em outros pode ganhar e isso é muito normal, não comprometendo seus resultados finais.

Isso porque ainda pode haver comida no sistema digestivo na pesagem, pode estar retendo mais líquido e muitos outros fatores que influenciam.

  1. Mexa-se mais e coma menos

A gordura corporal é apenas energia armazenada em forma de calorias. Sendo assim, para perder peso é preciso gastar o que já foi ingerido. Então surge a lógica de pensar em ingerir menos calorias e gastar mais, mas nem sempre funciona assim…

Isso porque, na realidade, isso só gera um emagrecimento de curto prazo, o que leva a um novo ganho de peso depois. O mais importante é mudar a mentalidade, para que seja possível emagrecer e não engordar mais.

Enquanto não consegue isto, alguns produtos podem te ajudar a controlar a compulsão por comer muito, o emagrecedor Womax é um dos mais indicados para isto e também ajuda a eliminar gordura.

  1. Carboidratos são vilões

Toda dieta procura sempre um vilão para culpar e a bola da vez são os carboidratos. Obviamente que uma dieta com baixa quantidade de carboidratos leva a um emagrecimento mais rápido e isso é cientificamente comprovado.

No entanto, isso não quer dizer que os carboidratos sejam vilões e façam as pessoas engordarem por si só. O que deve-se avaliar é a qualidade do carboidrato ingerido, preferindo sempre os que são integrais ao invés de refinados e processados. Vale lembrar que a epidemia mundial de obesidade começou justamente na década de 80, com a popularização dos industrializados, mas o mundo já consumia carboidratos desde sua origem.

Para saber mais dos mitos sobre emagrecimento que todos acreditam, clique aqui e veja um vídeo!

Como eliminar as estrias depois da gestação

A gestação é um momento mágico e único na vida de uma mulher, capaz de fazer aflorar sentimentos imensos como o amor incondicional. Mas, também é um período repleto de cuidados, alguns problemas e alterações físicas.

Entre essas alterações físicas estão as estrias que podem ser permanentes se não forem cuidadas no período correto. E para evitar que você carregue essas cicatrizes em seu corpo para sempre, mostraremos neste artigo como eliminar as estrias após a gravidez.

Aprenda como eliminar as estrias depois da gestação

Muitas vezes, o surgimento de estrias durante a gestação é inevitável, no entanto, quando elas são tratadas de maneira correta e logo no início, as chances de eliminá-las é muito maior.

Por isso, separamos algumas dicas que lhe guiarão na eliminação definitiva desse problema. Acompanhe nossas dicas a seguir:

    • Mantenha sua pele sempre hidratada: as estrias são cicatrizes que surgem do estiramento excessivo da pele, no entanto, elas podem ser evitadas ou tratadas com o uso diário de hidratantes ricos em vitamina E, ácido retinóico e outros;
    • Beba água: a boa hidratação do organismo é fundamental para que sua pele seja saudável e resistente a estiramentos, assim como também é essencial para suas células se regenerem, e as estrias sumam;
    • Esfoliação para estrias roxas ou brancas: se suas estrias são roxas ou brancas, significam que elas não são mais tão recentes. Logo, para que a hidratação penetre de maneira eficiente e cumpra seu papel é indicado que você promova uma esfoliação na área.
    • Procure procedimentos estéticos: atualmente existem diversos tratamentos estéticos que prometem acabar com as estrias, mesmo aquelas brancas e mais antigas, o creme para estrias Skin Renov reduz elas em 90%. Procure uma clínica responsável e descubra quais são os procedimentos mais indicados para o seu caso;
    • Invista em tratamentos naturais: existem diferentes tratamentos naturais e receitas caseiras, como a que pode ser vista neste vídeo, que apresentam excelentes resultados:

  • Preenchimento das estrias: existe um procedimento que consiste na aplicação de ácido hialurônico nas estrias, que é capaz de promover uma maior produção natural de colágeno e assim eliminar as estrias;
  • Conte com a ajuda de profissionais: é muito importante que você conte sempre com a ajuda de profissionais, seja um dermatologista ou outro profissional especializado. Principalmente quando o assunto são procedimentos estéticos.

Agora que você já viu as principais maneiras de como eliminar as estrias depois da gestação, escolha aquela que melhor se adequa a você e ponha um fim definitivo neste problema que tanto incomoda.